segunda-feira, 11 de março de 2013

TÉTRADE


TÉTRADE.O termo tétrade, na música, se refere a qualquer acorde formado por 4 notas. À harmonia musical baseada em tétrades dá-se o nome de Tetrafonia, sendo também comum chamá-la de Harmonia Tetrádica.
A tétrade têm sua formação parecida e originária da tríade, só que com um grau a mais. Esse grau é justamente uma Terça maior (partindo da Quinta) exemplo:

2 tons - então é uma Terça maior

1 tom e ½ - então é uma Terça menor

2 tons - então esta é uma Terça maior.
Empilhando as notas
DÓ – RÉ – MI – FÁ – SOL – LÁ – SI – DÓ
MI – FÁ – SOL – LÁ – SI – DÓ – RÉ – MI
SOL – LÁ – SI – DÓ – RÉ – MI – FÁ – SOL
SI – DÓ – RÉ – MI – FÁ – SOL – LÁ – SI
Dessa forma temos as tétrades de Dó maior. E seus nomes serão:

Confira:
Todo acorde maior, como já vimos anteriormente, é formado por três graus maiores, que são: 1º (Tônica), 3º (Terça) e 5º (Quinta). Então a tríade de Dó maior será:
(Dó - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá - Si - Dó)
Mi
Sol

Quando a Terça de um acorde for menor (se a distância entre a Tônica e a Terça for de um tom e meio) o acorde também será menor. Veja no exemplo:
(Dó - Ré - Mib - Fá - Sol - Láb - Si - Dó)
Mi bemol (ou Ré sustenido)
Sol  .                                                                                                                                                 Acorde Maior: Este nome é dado pela tipologia da tríade, que funciona da seguinte forma:

Entre o I grau e o III grau temos um intervalo de 3ª maior (ou seja, 2 tons). Entre o III grau e o V grau temos um intervalo de 3ª menor (ou seja, 1 tom e 1 semitom).

Lembrando:

Fórmula do acorde maior:

I grau >> 2 tons >> III grau >> 1 tom e meio >> V grau
Vamos então formar alguns acordes maiores:

C

I grau: Dó
III grau: Mi
V grau: Sol

Formada a tríade, vamos analisar se a fórmula foi respeitada:

Dó__Dó#__Ré__Ré#__Mi
---ST--ST--ST---ST---------- 2 tons

Mi__Fá__Fá#__Sol
--ST--ST---ST------------ 1 tom e meio

Agora chegamos num ponto onde outra parte da teoria musical se faz presente: os acidentes.

Vejamos outro exemplo:

Lembrando também da regra básica para a formação de escalas:

T T ST T T T ST

D

D...E...F...G...A...B...C...D
De D a E temos um tom (T).......... okDe E a F temos um semitom.......... mas deveríamos ter um tom de acordo com a fórmula: T T ST T T T ST Sendo assim, o que podemos fazer é criar um acidente na nota , aumentando-a em um semitom e tornando-a F#. Desse modo, teremos cumprido o que diz a fórmula da formação de escalas.Continuando:

De F# a G temos um semitom..........ok De G a A temos um tom..........ok De A a B temos um tom..........ok

De B a C temos um semitom.......... mas deveríamos ter um tom de acordo com a fórmula.

Sustenizamos o C De B a C# temos um tom.........ok

Continuando...

De C# a D temos um semitom........... ok

De modo que a escala completa fica assim:

D

D...E...F#...G...A...B...C#...D

Acorde menor:
No acorde menor, o esquema triádico é o mesmo. Basicamente, apenas mudamos o intervalo entre os graus.

Entre o I e o III graus devemos ter um intervalo de 3ª menor (1 tom e meio), e entre o III e o V graus devemos ter um intervalo de 3ª maior (2 tons). Ou seja:

Fórmula do acorde menor:

I grau >> 1 tom e meio >> III grau >> 2 tons >> V grau


Montando um acorde menor:

Cm

I grau: III grau: Mib V grau: Sol

Vamos agora comparar com a fórmula:


Dó__Dó#__Ré__Mib
---ST-----ST---ST------------- 1 tom e meio


Mib__Mi__Fá__Fá#__Sol
---ST---ST---ST-----ST------------- 2 tons


Acorde diminuto: O esquema triádico diminuto baseia-se em dois intervalos de 3ª menor dispostos em sequência.

Fórmula do acorde diminuto:

I grau >> 1 tom e meio >> III grau >> 1 tom e meio >> V grau

Formando acordes diminutos:

ou Cdim I grau: III grau: Mib V grau: Solb

Entre as notas e Mi, o intervalo é de 3ª maior. Como precisamos de um intervalo de 3ª menor, baixamos o III grau para Mib.


Dó__Dó#__Ré__Mib
---ST-----ST---ST------------ 1 tom e meio

Entre as notas Mib e Sol, temos um intervalo também de 3ª maior. Por isso, baixamos o V grau para Solb.


Mib__Mi__Fá__Solb
----ST--ST---ST------------ 1 tom e meio

Acorde aumentado:

O esquema triádico do acorde aumentado é muito parecido com o do acorde maior, tendo como única diferença a mudança do intervalo entre o III e o IV graus de 3ª menor para 3ª maior. Logo, temos uma tríade composta por dois intervalos de 3ª maior.

Fórmula do acorde aumentado:

I grau >> 2 tons >> III grau >> 2 tons >> V grau
Formemos um acorde:

Caum: I grau: III grau: Mi
V grau: Sol#

Entre as notas e Mi, temos uma diferença de 2 tons:


Dó__Dó#__Ré__Ré#__Mi
---ST-----ST---ST-----ST------------ 2 tons


Entre Mi e Sol há um intervalo de 3ª menor. Para combinar com a fórmula, aumentamos o V grau em um semitom, tornando-o Sol#:

Mi__Fá__Fá#__Sol__Sol#
---ST---ST----ST---ST------------- 2 tons
 

Nenhum comentário:

Google+ Badge

Total de visualizações de página

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Bluehost Review